30 de abr de 2011

Hoje quando olho para trás,  sinto saudades do que passou...
Quando olho para frente, sinto alegria em saber que tudo vai estar melhor...

14 de abr de 2011

EVANGELIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

"Desperta tu que dormes, porque não te criei para permaneceres na mansão dos mortos. Levanta-te dentre os mortos... Tu que foste criado à minha semelhança..."
                                                     (homilia no grande sábado Santo)


Padre Jeferson, e a equipe de catequistas itinerantes convidam para participar dos encontros catequéticos que acontecerão nos meses de Maio e Junho para formação da 1ª Comunidade Neocatecumenal de Paiçandu.

Datas: a partir do dia 16 de Maio
          Somente nas segundas e sextas-feiras
Horas: às 20:00
Local: Na Igreja Matriz Santo Cura D'ars


                                                    Paróquia Santo Cura D'ars
                                                        Paiçandu - Maio 2011



7 de abr de 2011

Rio 7 de Abril

7

Do ponto de vista da mídia, Wellington venceu. Dois dias como assunto quase único na mídia, planejamento perfeito (carta, lençol, armas com carregador rápido, muita munição, oportunidade de festa na escola para enganar o porteiro, suicídio previsto). Teve um "gran finale" para uma vida medíocre. Não disse por que matou, mas personalizou a própria morte, para ser lembrado no futuro, bem ou mal. Quis ser o pioneiro nesse tipo de ação espetacular, que pode abrir o caminho para outros loucos fazerem o mesmo. Pediu no final o perdão divino, através da caridade de alguém que ore por ele. Pensou em tudo, menos que deixaria um rastro de preconceitos pela interpretação do seu ato insano.



5 de abr de 2011

Se não houver amanhã

Sabe, eu que costumava deixar muitas coisas para amanhã, resolvi lhe dizer, hoje, o quanto você é importante para mim, porque quando acordei pela manhã, uma pergunta ressoava na acústica de minha alma: “e se não houver amanhã?”


Então hoje eu quero me deter um pouco mais ao seu lado, ouvir suas idéias com mais atenção, observar seus gestos mais singelos, decorar o tom da sua voz, seu jeito de andar, de correr, de abraçar.

Porque... se não houver amanhã... eu quero saber qual é sua comida preferida, a música que você mais gosta, a sua cor predileta...

Hoje eu vou observar seu olhar, descobrir seus desejos, seus anseios, seus sonhos mais secretos e tentar realizá-los.

Porque, se não houver amanhã... Eu quero ter gravado em minha retina o seu sorriso, seu jeito de ser, suas manias...

Hoje eu quero fazer uma prece ao seu lado, descobrir com você essa magia que lhe traz tanta serenidade, quero subir aos céus com você, pelos fios invisíveis da oração.

Hoje eu vou me sentar com você na relva macia, ouvir a melodia dos pássaros e sentir a brisa acariciando meu rosto, colado ao seu, em silêncio... E sem pressa.

Hoje eu vou lhe pedir por favor, agradecer, me desculpar, pedir perdão, se for necessário.

Sabe, eu sempre deixei todas essas coisas para amanhã, mas o amanhã é apenas uma promessa... o hoje é presente.

Assim, se não houver amanhã eu quero descobrir hoje qual é a flor que você mais gosta e lhe ofertar um belo ramalhete.

Quero conhecer seus receios, lhe aconchegar em meus braços e lhe transmitir confiança...

Hoje, quando você for se afastar de mim, vou segurar suas mãos e pedir para que fique um pouco mais ao meu lado.

Sabe, eu sempre costumo deixar as palavras gentis para dizer amanhã, carinhos para fazer amanhã, muita atenção para prestar amanhã, mas o amanhã talvez não nos encontre juntos.

Eu sei que muitas pessoas sofrem quando um ser amado embarca no trem da vida e parte sem que tenham chance de dizer o que sentem, e sei também que isso é motivo de muito remorso e sofrimento.

Por isso eu não quero deixar nada para amanhã, pois se o amanhã chegar e não nos encontrar juntos, você saberá tudo o que sinto por você e saberei também o que você sente por mim.

Nada ficará pendente...

Quero registrar na minha alma cada gesto seu.

Quero gravar em meu ser, para sempre, o seu sorriso, pois se a vida nos levar por caminhos diferentes eu terei você comigo, mesmo estando temporariamente separados.


Sabe, eu não sei se o amanhã chegará para nós, mas sei que hoje, hoje eu posso dizer a você o quanto você é importante para mim.





LEMBRANÇAS DE VOCÊ



Ah, se já perdemos a noção da hora Se juntos já jogamos tudo fora


Me conta agora como hei de partir

Ah, se, ao te conhecer, dei pra sonhar, fiz tantos desvarios

Rompi com o mundo, queimei meus navios

Me diz pra onde é que inda posso ir

Se nós, nas travessuras das noites eternas Já confundimos tanto as nossas pernas

Diz com que pernas eu devo seguir

Se entornaste a nossa sorte pelo chão Se na bagunça do teu coracão

Meu sangue errou de veia e se perdeu

Como, se na desordem do armário embutido Meu paletó enlaça o teu vestido

E o meu sapato inda pisa no teu

Como, se nos amamos feito dois pagãos Teus seios inda estão nas minhas mãos

Me explica com que cara eu vou sair

Não, acho que estás te fazendo de tonta Te dei meus olhos pra tomares conta

Agora conta como hei de partir

Ah!...