27 de jul de 2011

MALDADES QUE ANDAM FALANDO POR AÍ

Vi Michael Jackson, Amy e Mamonas partirem... Presenciei a virada do milênio, assisti o 11 de Setembro... Saddam e Bin Laden serem eliminados. Vi a seleção perder 4 penaltis em um jogo só! Enfim, quando acho que já vi de tudo, me lembro de uma coisa! Nunca vi o corinthians campeão da libertadores

24 de jul de 2011

17 de jul de 2011

NASCE A 1ª COMUNIDADE DO CAMINHO NEOCATECUMENAL DE PAIÇANDU

Hoje dia 17 de Julho de 2011, será um dia que marcará para sempre a vida de 20 irmãos da Paróquia Santo Cura D'ars de Paiçandu, pois muitos foram os chamados e eles ouviram verdadeiramente esse chamado.
Mais de 2000 convites foram distribuídos para toda comunidade, com o aviso de que a Equipe de Catequistas Itinerantes : Padre Justino, Jurema e o Seminarista Gabriel, catequisariam na Paróquia Santo Cura.
Para quem teve a oportunidade de participar foi um grande presente, para os que não tiveram a oportunidade, ano que vem tem mais.
Deus me presenteou, sinto-me previlegiada.
Muito obrigada Deus!!!

8 de jul de 2011

ATENÇÃO - NESTE SÁBADO TEM PREVISÃO DE FESTAS EM PAIÇANDU NÃO AUTORIZADAS

É bom ficarmos atento pois estão previstas para serem realizadas na cidade de Paiçandu, duas festas não autorizadas pelo corpo de bombeiro e pela polícia militar.
É aquelas festas realizadas em chácaras que começam em um dia e terminam no outro.  Onde se é permitido de tudo.
Depois da proibição de realizarem este tipo de festa em Maringá, os promotores de eventos procuram as cidades vizinhas. O que a gente não pode esquecer é que aglomeram centenas de pessoas vindo de Maringá e região, e que possuímos apenas dois policiais na cidade para atender todas as demandas.
Se está proíbido em Maringá este tipo de festa. Por que a permissão aqui em nossa cidade?
De acordo com as informações prestadas pelo Sargento Felipe, os promotores destes eventos não possuem autorização para a realização das referidas festas em chácaras da cidade.
Enquanto membro do Conselho de Segurança do Município deixo aqui minha nota de repúdio, caso venha ser realizadas as festas. Pelo simples fato de falta de estrutura de segurança municipal, e também, pelo fato de que se permitirem duas festas neste fim de semana, no próximo vão ser quatro ou mais. E assim por diante.
Vamos tentar manter a ordem de nossa cidade, que graças a Deus ainda possui um pouco de segurança.
Ao que se sabe a única pessoa beneficiada neste tipo de festa é quem promove.
Não estou aqui tentando impedir pais de família a ganharem seu ganha pão. O que estou questionando e deixando claro a minha opinião contrária é a respeito da falta de autorização para a realização da festa, a falta de poiliciamento necessário para esse tipo de evento, que trás para Paiçandu centenas de pessoas de fora, e ainda, o consumo de bebidas em excesso e outros tipos de consumo, que sabemos muito bem quais são.

4 de jul de 2011

Aprendi


Aprendi com o tempo das fugas e com o resultado de cada uma delas que podemos adiar o encontro do nosso olhar com os olhos perturbadores da dor, mas não tem jeito: em algum quarteirão da vida, eles vão se encontrar. Por isso, agora, toda vez que acontece, escolho ficar em casa. Escolho encarar de uma vez. Mergulho inteirinha, protegida com o escafandro da fé e do amor que me habitam. 
 É o que aprendi com as dores.
E a vida é tão mágica que, lá no fundo mais fundo do oceano nada pacífico de cada uma delas, lá no instante ou quase em que a pilha da lanterna acaba, a gente descobre um jeito novo, muito lindo, muito nosso, comovente muitas vezes, para conseguir emergir e transformar o que parecia impossível de transformação. E não é exagero dizer que geralmente emergimos mais corajosos. Mais ternos. Mais bondosos. Mais nós mesmos. Mais conscientes do que, de verdade, nos importa.
No fundo mais fundo, não é raro nos sentirmos sozinhos. Estamos doendo tanto que, pra começo de conversa, a nossa própria presença nos falta, isto que é a mais perigosa solidão. Mas é um engano temporário, comum nos tempos em que os nossos olhos estão embaçados demais pelo medo: tanto faz o aparente e transitório tamanho da solidão, não estamos sozinhos nunca. E não estamos mesmo.

O amor, não importa de que forma se manifeste, encontrará maneiras para nos tirar lá desse lugar com recursos às vezes inimagináveis. 


2 de jul de 2011

We ♥ It: CANSEI

We ♥ It: CANSEI: "Cansei de fazer 'isso' ou deixar de fazer 'aquilo', porque é certo ou errado, de tratar com educação quem merece ignorância, de dar atenção ..."

We ♥ It: Capacidade

We ♥ It: Capacidade: "Outro dia fiquei pensando nessa palavra e vi que ela pode ser mais complicada do que parece, ela tem a ver diretamente com competência e hab..."

We ♥ It: Nossa própria eternidade

We ♥ It: Nossa própria eternidade: "Existem os dias em que nós achamos que estamos fazendo as coisas certas quando na verdade, estamos fazendo as maiores besteiras de nossa vid..."

We ♥ It: Não brinque com os meus sentimentos

We ♥ It: Não brinque com os meus sentimentos: " Por mais confusos que eles possam parecer, eles são verdadeiros. Eles existem e os carrego aqui comigo, sem que necessite de definições. ..."