31 de dez de 2011

Como poetizar 2011?


Como poetizar 2011?
Um ano tão cheio...
Cheio de bençãos...
Cheio de sonhos realizados...
Tive derrotas, mas as somas maiores, são de vitórias!
Teve a tão sonhada viagem...
Teve o não esperado pesadelo...
Mas o que fica é a certeza de que Deus esteve comigo...
Nos bons e nos maus momentos...
Nos bons... comemorando e vibrando comigo...
Nos maus... Segurando na minha mão e me trazendo de volta...
De volta para casa... De volta para minha realidade...
Sonhar grande é bom, mas as vezes nos cega...
É preciso diferenciar vontade de permissão.
Deus permite muitas vezes, para deixar claro que nossa vontade,
Nem sempre é a sua vontade...
Quando se aceita o que Deus quer para nossa vida, tudo se torna grandioso...
Voltar nem sempre significa regredir...
Apenas ganhando pulso para dar um salto maior... Se assim for a sua vontade...
E com a certeza de que Deus vai estar a frente para comemorar comigo...
Pelo simples fato de estar fazendo a sua vontade e não a minha...
2012 com certeza será um ano de muitas vitórias!
Com a lição aprendi que a felicidade não está longe dos meus olhos...
A felicidade está dentro do meu coração...
A felicidade é estar em paz com Deus ... com a família... com os amigos... No meu trabalho...
É preciso que eu me diminua para que Cristo cresça dentro de mim...
A vaidade um dia me cegou... Ainda bem que tive tempo para voltar a ver a  luz de Cristo... Esta luz tão grandiosa que me guia neste momento...
Desejo paz e bem a todos!
Rosinéia Balbino - 31/12/2011








Feliz 2012 !!!

DESEJO A TODOS UM FELIZ 2012!!!
MUITA PAZ...MUITO AMOR... MUITA SAÚDE...

27 de dez de 2011

Minimamente feliz

A felicidade é a soma das pequenas felicidades. Li essa frase num outdoor em Paris e soube, naquele momento, que meu conceito de felicidade tinha acabado de mudar. Eu já suspeitava que a felicidade com letras maiúsculas não existia, mas dava a ela o benefício da dúvida.
Afinal, desde que nos entendemos por gente aprendemos a sonhar com essa felicidade no superlativo. Mas ali, vendo aquele outdoor estrategicamente colocado no meio do meu caminho (que de certa forma coincidia com o meio da minha trajetória de vida), tive certeza de que a felicidade, ao contrário do que nos ensinaram os contos de fadas e os filmes de Hollywood, não é um estado mágico e duradouro.

Na vida real, o que existe é uma felicidade homeopática, distribuída em conta-gotas. Um pôr-de-sol aqui, um beijo ali, uma xícara de café recém-coado, um livro que a gente não consegue fechar, um homem que nos faz sonhar, uma amiga que nos faz rir. São situações e momentos que vamos empilhando com o cuidado e a delicadeza que merecem alegrias de pequeno e médio porte e até grandes (ainda que fugazes) alegrias.
Eu contabilizo tudo de bom que me aparece, sou adepta da felicidade homeopática.  Se o zíper daquele vestido que eu adoro volta a fechar (ufa!) ou se pego um congestionamento muito menor do que eu esperava, tenho consciência de que são momentos de felicidade e vivo cada segundo.
Alguns crescem esperando a felicidade com maiúsculas e na primeira pessoa do plural: Eu me imaginava sempre com um homem lindo do lado, dizendo que me amava e me levando pra lugares mágicos. Agora, se descobre que dá pra ser feliz no singular: Quando estou na estrada dirigindo e ouvindo as músicas que eu amo, é um momento de pura felicidade. Olho a paisagem, canto, sinto um bem-estar indescritível.
Uma empresária que conheci recentemente me contou que estava falando e rindo sozinha quando o marido chegou em casa. Assustado, ele perguntou com quem ela estava conversando: 'Comigo mesma', respondeu. 'Adoro conversar com pessoas inteligentes'.
Criada para viver grandes momentos, grandes amores e aquela felicidade dos filmes, a empresária trocou os roteiros fantasiosos por prazeres mais simples e aprendeu duas lições básicas: que podemos viver momentos ótimos mesmo não estando acompanhadas e que não tem sentido esperar até que um fato mágico nos faça felizes.

Esperar para ser feliz, aliás, é um esporte que abandonei há tempos. E faz parte da minha 'dieta de felicidade' o uso moderadíssimo da palavra 'quando'.
Aquela história de 'quando eu ganhar na Mega Sena', 'quando eu me casar', 'quando tiver filhos', 'quando meus filhos crescerem', 'quando eu tiver um emprego fabuloso' ou 'quando encontrar um homem que me mereça', tudo isso serve apenas para nos distrair e nos fazer esquecer da felicidade de hoje.
Esperar o príncipe encantado, por exemplo, tem coisa mais sem sentido? Mesmo porque quase sempre os súditos são mais interessantes do que os príncipes; ou você acha que a Camilla Parker-Bowles está mais bem servida do que a Victoria Beckham?
Como tantos já disseram tantas vezes, aproveitem o momento, amigos. E quem for ruim de contas recorra à calculadora para ir somando as pequenas felicidades.

Podem até dizer que nos falta ambição, que essa soma de pequenas alegrias é uma operação matemática muito modesta para os nossos tempos. Que digam.

Melhor ser minimamente feliz várias vezes por dia do que viver eternamente em compasso de espera.


"Sou como você me vê...
posso ser leve como uma brisa
ou forte como uma ventania.
Depende de quando e como
você me vê passar"                          Clarice Lispector

21 de dez de 2011

Preocupação com aumento de aposentadoria da Previ é manifestada à ministra Gleisi

A senadora Ana Amélia (PP/RS) esteve reunida com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hofmann, para expressar a preocupação das associações de aposentados e antigos funcionários do Banco do Brasil com possibilidade de a Caixa de Previdência dos Funcionários da instituição (Previ) aumentar o seu teto de aposentadoria complementar de R$ 27 mil para R$ 80 mil.
No encontro, realizado na tarde desta segunda-feira (19), estiveram presentes a vice-presidente de Seguridade da Associação dos Antigos Funcionários do Banco do Brasil, Loreni de Senger, e a presidente da Federação das Associações de Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil, Isa Musa de Noronha.
A medida, caso seja confirmada, poderá prejudicar os aposentados e funcionários da instituição, além de contrariar o enfrentamento aos altos salários no poder público, argumentou a senadora.
- É um abuso que compromete todo o sistema de previdência complementar – disse Isa Musa de Noronha.
A presidente da Federação disse que atualmente são 186 mil aposentados ligados ao Previ e que é inadmissível um pequeno grupo receber R$ 81 mil enquanto o teto é de R$ 27 mil e a média de rendimentos hoje é de R$ 6,5 mil.
O caso será encaminhado pela ministra para análise junto à Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc).

14 de dez de 2011

NOVO RUMO


Olhando para este céu infinito o que sinto é um desejo enorme de mudar de rumo.
As vezes penso que parei...
Mas na verdade caminhar sempre na mesma direção pode não levar a lugar nenhum.
Por isso decidi mudar de rumo... E como em um vôo ... mudar a direção.
Se continuar fazendo as mesmas coisas vou ter sempre os mesmos resultados.
E como diz a canção: “ Não se iluda, pois nada muda se você não mudar.”
Olhar para frente e seguir em frente... Se preciso, olhar para o lado e prestar atenção em volta.
Voltar já não dá mais...Se quiser recordar às lições que a vida ensinou.
Um novo tempo está surgindo é como se tivesse passado em baixo do arco-íris e encontrado o pote de ouro reservado para este momento... Para este dia...
Recordo-me ainda por quantas desilusões passei... Mas nunca perdi a fé e a esperança.
Agora realizando a mudança...
Não há mais pedras em meu caminho...
Somente vejo nuvens...
É como se o sonho que sempre sonhei tornasse realidade.
Pessoas vem e vão...
Amores que pensei ser eterno acabaram-se antes mesmo do amanhecer.
Amanhecer este que me anima e me dá a esperança de viver...viver... e viver...
Rosineia Balbino

12 de dez de 2011

ANABB - Conselheiros deliberativos tomam posse e elegem nova diretoria

                                                  Reunião do Conselho Deliberativo
Nova Diretoria: Fernando Amaral, Cecília Garcez, Sergio Riede, Reinaldo Fujimoto e Emílio Santiago


Em conformidade com o calendário eleitoral da ANABB, nesta segunda-feira, 12 de dezembro, aconteceu a posse dos conselheiros deliberativos da entidade. Os membros eleitos no processo eleitoral de 2011 reuniram-se na sede da ANABB, em Brasília.


Na reunião, os conselheiros elegeram por unanimidade o presidente do Conselho Deliberativo, João Botelho, o presidente e os quatro vice-presidentes da ANABB. O mandato dos eleitos é de quatro anos. A posse dos conselheiros fiscais, da diretoria executiva e dos diretores regionais será no dia 13/01/12.

A conselheira Graça Machado, ao passar o posto para o novo presidente do Conselho Deliberativo, agradeceu o apoio dos colegas na curta gestão. O novo presidente do conselho, por sua vez, destacou que neste processo eleitoral o corpo social foi o verdadeiro vencedor. “Nossa missão é seguir com um trabalho de ética e na busca por resultados”.

Sérgio Riede foi escolhido, por unanimidade, para o cargo de presidente da ANABB. Ele enalteceu o trabalho dos colegas que transformaram a entidade nesta grandiosa instituição e ressaltou que trabalhará para preservar as conquistas. “Com o apoio dos conselheiros, vamos aperfeiçoar os canais de comunicação. O objetivo é fazer uma gestão compartilhada. Tudo o que nos une é o interesse dos associados”.

No cargo de vice-presidente Administrativo Financeiro assumirá Reinaldo Fujimoto. Cecília Garcez vai para vice-presidência de Comunicação. Como vice-presidente de Relações Funcionais entrará Emílio Santiago Rodrigues. Para a vice-presidência de Relações Institucionais irá Fernando Amaral.

Diretoria
Presidente - Sérgio Riede
Vice-Presidente Administrativo e Financeiro - Reinaldo Fujimoto
Vice-Presidente de Comunicação - Cecília Garcez
Vice-Presidente de Relações Funcionais - Emilio Rodrigues
Vice-Presidente de Relações Institucionais - Fernando Amaral



Conselho Deliberativo
João Botelho (presidente)
Ana Lúcia Landin
Augusto Carvalho
Cláudio José Zucco
Claudio Nunes Lahorgue
Denise Vianna
Douglas Scortegagna
Gilberto Matos Santiago
Ilma Peres Causanilhas Rodrigues
Isa Musa
José Branisso
Luiz Antonio Careli
Luiz Oswaldo Santiago Moreira de Souza
Graça Machado
Maria Goretti Fassina Barone Falqueto
Mário Tatsuo Miyashiro
Mércia Pimentel
Nilton Brunelli
Paula Regina Goto
Tereza Godoy
William Bento

11 de dez de 2011

Está no Site da ANABB - Projeto premiado pela ANABB recebe prêmio da Fundação BB

Nesta quarta-feira, 22 de novembro, aconteceu a entrega do Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social em Brasília. Entre os nove finalistas esteve o projeto Visão de Liberdade de Maringá (PR), que foi também um dos vencedores do V Prêmio Cidadania, promovido pela ANABB, na categoria Liberdade Responsável.

A edição 2011 do Prêmio Fundação BB de Tecnologia Social obteve recorde de inscrições, com 1116 projetos.  Todos os 27 finalistas, das nove categorias, receberam como premiação um vídeo institucional e folders para que possam divulgar seus trabalhos. Já o vencedor de cada categoria, que é o caso do projeto Visão de Liberdade, recebeu um prêmio no valor de R$ 80 mil para a manutenção e ampliação de seus projetos.

O projeto Visão de Liberdade tem como voluntária a Funcionária do BB Rosinéia Balbino, também integrante de um dos Grupos Temáticos da ANABB.

A participação no Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social é aberta às instituições legalmente constituídas no País, de direito público ou privado, sem finalidades lucrativas.

A Fundação Banco do Brasil divulga a relação das Tecnologias Sociais Vencedoras no Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social 2011. Confira aqui!

Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social 2011
Vencedoras por Categoria




Região Norte
Banco Comunitário Muiraquitã
Inclusão Digital da Amazônia - INDIA
Santarém
PA




Região Nordeste
Bancos de Sementes Comunitários
Centro de Educação Popular e Formação Social - CEPFS
Teixeira
PB




Região Centro-Oeste
Construção de Habitação em Assentamentos
Associação Estadual de Cooperação Agrícola - AESCA
Campo Grande
MS




Região Sudeste
Ecos do Bem: Educação Ambiental no Território do Bem
Associação Ateliê de Ideias
Vitória
ES




Região Sul
Visão de Liberdade
Conselho Comunitário de Segurança de Maringá
Maringá
PR




Direitos da Criança e do Adolescente e Protagonismo Juvenil
Fazendo Minha História
Associação Fazendo História
São Paulo
SP




Gestão de Recursos Hídricos
Cisternas nas Escolas
Centro de Assessoria do Assuruá
Irecê
BA




Participação de Mulheres na Gestão de Tecnologias Sociais
Mulheres da Amazônia
Associação de Mulheres Cantinho da Amazônia
Juruena
MT




Tecnologia Social na Construção de Políticas Públicas para Erradicação da Pobreza
Horta Comunitária - Inclusão social e produtiva
Prefeitura Municipal de Maringá
Maringá
PR
UM DEFEITO NA MULHER




Quando Deus fez a mulher já estava em seu sexto dia de trabalho fazendo horas extras. 
Um anjo apareceu e Lhe disse: "Por quê leva tanto tempo nisto?"  
E o Senhor respondeu: "Já viu a minha ficha de especificações para ela?"


 
Deve ser completamente lavável, mas sem ser de plástico, ter mais de 200 peças móveis e ser capaz de funcionar com uma dieta de qualquer coisa, até sobras, ter um colo que possa acomodar quatro crianças ao mesmo tempo, ter um beijo que possa curar desde um joelho arranhado até um coração partido e fará tudo isto somente com duas mãos."


 
O anjo se maravilhou com as especificações.  
"somente duas mãos....Impossível!" 
e este é somente o modelo básico?  
É muito trabalho  para um dia...Espere até amanhã para terminá-la."


 
Isso não, protestou o Senhor. Estou tão perto de terminar esta criação que é favorita de Meu próprio coração.
Ela se cura sozinha quando está doente e
pode trabalhar jornadas de 18 horas." O anjo se aproximou mais e tocou a mulher.



 
"mas o Senhor a fez tão suave..."  
"É suave", disse Deus, mas a fiz também forte. Você não tem idéia do que pode agüentar ou conseguir.
"Será capaz de pensar?" perguntou o anjo.   
Deus respondeu:
"Não somente será capaz de pensar mas também que raciocinar e de negociar"


 
O anjo então notou algo e estendendo a mão tocou a bochecha da mulher....
"Senhor, parece que este modelo tem um vazamento...
Eu Lhe disse que estava colocando muita coisa nela..." 
"Isso não é nenhum vazamento... é uma lágrima" corrigindo-o  o Senhor.
"Para que serve a lágrima," perguntou o anjo.


 
e Deus disse:
"As lágrimas são sua maneira de
expressar seu destino, sua pena, seu desengano, seu
amor, sua solidão, seu sofrimento, e seu orgulho." 
Isto impressionou muito ao anjo "O Senhor é um gênio, pensou em tudo. A mulher é
verdadeiramente maravilhosa"


 
Sim é!
A mulher tem forças que maravilham aos homens.
Agüentam dificuldades, levam grandes cargas,
mas têm felicidade,  amor e alegria.
Sorriem quando querem gritar.
Cantam quando querem chorar. choram quando
estão felizes e riem quando estão nervosas.


 
Lutam pelo que crêem.
Enfrentam à injustiça.
Não aceitam "não" como resposta quando
elas crêem que há uma solução melhor.
Privam-se para que a sua família possa ter.
Vão ao médico com uma amiga que tem medo de ir.
Amam incondicionalmente.


 
Choram quando seus filhos triunfam e se alegram
quando seus amigos ganham prêmios.
Ficam felizes quando ouvem sobre um
nascimento ou um casamento.


 
Seu coração se parte quando morre uma amiga.
Sofrem com a perda de um ente querido, entretanto são fortes quando pensam que já não
há mais forças.
Sabem que um beijo e um abraço
podem ajudar a curar um coração partido.


 
Entretanto, há um defeito na mulher: 




 
É que ela se esquece o quanto vale.