24 de set de 2011

Desabafo sobre Paiçandu

As vezes evito dar minha opinião sobre as coisas, principamente sobre o estado em que se encontra nossa cidade, mas tem coisas que acontecem que não dá para não manifestar.
Primeiro quero falar sobre o aumento de vereadores.
Mesmo com a maioria da população sendo contra o aumento do número de vereadores na Câmara Municipal de Paiçandu, alguns vereadores voltaram atrás e aprovaram.
Isso mostra mais uma vez que a população é o que menos importa para os vereadores.
Segundo a cassação do prefeito por conta do lixo, na mesma semana da aprovação do aumento do número de vereadores.
Tirando assim o foco de uma coisa e levando para outra.
O que vota a favor do aumento do número de cadeiras é o mesmo que vota para cassar o prefeito.
Deixa assim de ser o vilão e passa a ser o mocinho.
Não estou aqui para defender prefeito e muito menos para condenar esse ou aquele vereador, sobre as decisões que tomam.
O que quero dizer é que a população que elege não é ouvida e muito menos respeitada.
Cassar prefeito em véspera de ano eleitoral é muito fácil, difícil foi fazer antes, onde cada um cuidava de seu próprio interesse.
O único interesse que não é levado em conta é o da população. 
Aumentar para 13 ou ficar 9 não vai adiantar, se a política desta cidade não for feita por quem realmente tem interesse de mudar alguma coisa.
O que vejo é que mais quatro anos estão se passando e Paiçandu parada no tempo.
Só não está mais parada porque o progresso chegou ao inevitável, não tem mais como negar o crescimento, cresce por si só, como se fosse filha sem pai e nem mãe. De um jeito ou de outro a vida segue e é crescimento natural.
Fico imaginando o quão seria maravilhosa essa cidade se realmente os que foram eleitos para tal proposta realmente fizesse alguma coisa.
Dar nome pra rua, aumentar número de cadeiras e cassar prefeito, não estaria nas pautas das reuniões.
O que fica é a esperança da realização dos sonhos e de que tudo isso um dia vai mudar.

Um comentário:

  1. Li seu comentário e não poderia deixar de registrar também, a minha opinião.O que vejo aqui nesta cidade é uma total falta de honra: para ser representante do povo temos primeiro que saber honrar esta incumbência.A humildade de nos considerarmos representantes do povo é que nos ajuda nesta árdua tarefa; O povo daqui de Paiçandu é constantemente traído e usado, já que os pulhas em quem votaram não os ouvem e nem sequer os respeitam, pois se consideram melhores, maiores e mais inteligentes;O episódio em que a população foi à câmara para impedir a aprovação do aumento do número de despreparados para a função demonstrou o que os nada nobres representantes de suas próprias vaidades e não do povo pensam sobre a população que já não se considera representada naquela casa.Tivemos tristes demonstrações de ira infundada : ninguém é obrigado a acatar o que uma determinação insana manda se pode deixá-la na gaveta, quieta. As pessoas tiveram que ouvir que não lemos, de uma pessoa que mais ou menos sabe ler o rótulo da pinga que toma. Francamente, o afastamento deveria ser para todos. Num sentido positivo, isto serve para peneirarmos quem queremos e podemos colocar como vereadores nas próximas eleições.

    ResponderExcluir