29 de out de 2011

Sábado em casa... Com chuva... Nem o Celular toca... Apenas o som da chuva...
Que cai... cai e lava a alma... Acalma... Acalma o ser e o coração... Coração liberto e limpo das ilusões... Ilusões criadas por um ser que sonhou e acreditou... Acreditou nas pessoas... Pessoas que decepcionam e somem... Somem para dar o tempo necessário para o recomeço... Recomeço que bate a porta e grita... Grita e avisa que a hora inevitável esta chegando... Chegando para ir junto... Junto para novos caminhos e novos rumos... Rumos que Deus na sua infinita bondade prapara enquanto durmo... Dormir acalma a alma... Alma que hoje encontra-se solitária... Solitária hoje e no dia a dia agitada... Agitada porque água parada apodresse... Apodresse também tudo que não é bom ao coração... Coração que se esvazia... Esvazia das fantasias... Fantasias que me trouxeram ate aqui... Aqui é onde deveria estar neste momento... Momento este que devo agradecer ... Agradecer por estar aqui agora... Agora é hora de querer ir embora... Ir embora para uma nova vida... Vida esta que vive em construção... Construção e reconstrução... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário