12 de mai de 2012

Para ele: Paixão duvidosa - Para ela: Amor que canta e encanta


AMOR QUE CANTA E ENCANTA

Enquanto ele canta e me encanta,

A melodia embala as lembranças de uma história sem fim...

História que começou há anos,  e que se arrasta...

Se arrasta e atravessa um rio.



Um rio chamado IVAÍ...

E um rio de lágrimas choradas,

Um rio de mágoas e passadas...

Mas que como as águas deste rio,

Se renovam e me faz esquecer...



Esquecer ou brincar de esquecer,

E o que prevalece é a doçura ...

E a ternura que nos une por anos...

Anos que passam rápidos para chegar a época das promessas.



Promessas de  envelhecermos  juntos,

De viajar o mundo...

Mundo inventado e criado por nossas imaginações,

Que você canta nas canções e eu transformo em contos e poesias.



Das lembranças que eu trago na vida...

Como diz a velha canção:

Você é a saudade que eu gosto de ter...



Sua versão diz ser uma paixão duvidosa,

E meu coração nunca teve dúvida de que é um grande amor...

Quando os seus olhos cruzam os meus,

Sinto seu desejo ardente me despindo e me fazendo delirar...



Quando você canta me inspira a pensar,

Quando penso que te esqueci ...

É aí que descubro o tamanho deste amor,

Um amor que canta e me encanta ...

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário